quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Desejos de Ano Novo...


‘Se cada um dos seus dias for uma centelha de luz, no final de sua vida você terá iluminado o mundo’!

Essa é a mensagem deixada neste final de ano pelos mestres da DeDiCo (Despertar da Divina Consciência) e que foi impressa no cartão distribuído para as pessoas que colaboraram para a realização do trabalho social e espiritual da casa. Inicialmente eu pensei em ser original e escrever uma mensagem diferente no blog. Mas depois olhei bem o material que tinha nas mãos e achei que valeria mais à pena para todos compartilhar algo já veio carregado de imensa sabedoria.

Afinal, sabemos que nosso mundo precisa de muita luz. E que elas não sejam acesas somente no Natal! Que em 2010 nós possamos usar a criatividade para ascender, no mínimo, uma luzinha por dia. E que este seja um ano iluminado para todos nós!

Desejo a todos muita força de vontade, muita paz no coração, muitas alegrias na vida, um bom estoque de energia positiva. Saúde. Sabedoria. Esperança. Amigos. Fé. Harmonia. Pureza. E amor, amor, amor e mais amor, para fazer feliz e guiar pensamentos e ações. No mais, muitas flores, cores, perfumes, sabores, brisas, corações e borboletas para deixar os dias do ano que vem vindo ainda mais belos!

Que em 2010 todos sintam e espalhem
a Beleza de ser um Eterno Aprendiz!

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Um Natal iluminado pra você!

Não existe o Natal ideal, só o Natal que você decide criar como reflexo de seus valores, desejos e tradições. Que a magia guardada durante todo o ano esteja presente nos corações dos que festejam o amor. Que a data não seja apenas uma comemoração, mas que traga renascimento e promova uma renovação na maneira como cada um vê e participa do mundo. Que o amor, a alegria, a paz, a esperança, a fé, a gratidão, enfim, todos os valores humanos, se multipliquem e se espalhem, trazendo um novo vigor para todos. Que nada seja mais forte que a união entre as pessoas que celebram o amor! Um Feliz Natal, cheio de bênçãos!

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Envelhecer é apenas um detalhe

Sábado fui ao teatro assistir à apresentação de dança de salão da academia de um grande amigo (minha ex-academia também). O post não é sobre isso, mas abro parênteses pra dizer que ele ARRASOU!

Enquanto estava lá esperando, sentada confortavelmente, fiquei pensando sobre o envelhecimento. Coisa estranha pra se pensar em um teatro, não é? Bem, mas o fato é que me veio à cabeça um questionamento: por que será que a gente tem tanto medo de envelhecer? Ou por que, muitas vezes, não queremos ver ou mesmo aceitar que estamos envelhecendo?

A resposta surgiu em seguida, e só pode ter vindo de algum anjo que estava por perto. O que me ocorreu foi que não queremos encarar o envelhecimento porque, bem lá no fundo, sabemos que isso significa que nosso tempo na Terra está passando rápido e temos medo de ter deixado todo o bem que podíamos fazer para ser feito no dia de amanhã.

E como não adianta lamentar o que ficou pra trás, é bom lembrar das palavras de Dalai Lama:

“Só existem dois dias no ano em que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver”.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Ela pinta e a gente borda


Durante muitos anos achei que não tinha habilidade para atividades manuais. Graças a Deus estava enganada. Aprendi algumas. Hoje posso dizer que simplesmente adoro, porque elas me acalmam, me ajudam a concentrar... fazem com que eu me sinta mais habilidosa. Depois de me enveredar pelo mundo das bijuterias, este ano aprendi a bordar. Mais uma coisa boa que a Dedico (Despertar da Divina Consciência) acrescentou à minha vida.

Lá, o bordado é utilizado como um trabalho espiritual. Panos, riscos, agulhas e linhas. De muitas cores. De todas as cores... E ponto a ponto, tudo se transforma em obras de arte, que ganham a etiqueta com a marca ‘Divino Ponto’. As peças (estandartes, toalhas, almofadas, jogos americanos, enxovais de bebê, tapetes aromáticos e outras...), são vendidas para ajudar na manutenção dos trabalhos espirituais e sociais da casa.

E não para por aí. Na Dedico tem também uma artista que pinta lindos quadros para ajudar a casa. Eu disse lindos? Bem, são maravilhosos! São telas de vários tipos e tamanhos... Os meus prediletos são as mandalas, com suas diferentes formas e cores. Para presentear ou dar uma incrementada na casa, vale apena conferir!

Os artesanatos da ‘Divino Ponto’ são expostos às sextas-feiras e aos sábados, na Feira Shop da Savassi (Rua Cristovão Colombo, 287, 2º andar - Loja 43). E para conhecer as obras de arte pintadas pela nossa artista, é só entrar no blog http://thaiscarvalhoarte.blogspot.com/.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Luzes de Natal

É quase Natal e muitas luzes começam a ser acesas. Esse é um movimento que acontece nas cidades e também dentro de nós nesta época do ano. Muitas pessoas fazem coisas maravilhosas inspiradas pelo famoso espírito natalino... As ruas e praças também brilham... e como brilham... Ganham cores!!! Podia ser assim o ano inteiro!

Façamos...


domingo, 13 de dezembro de 2009

Programa de domingo

Para quem é seguidor da doutrina espírita ou tem interesse em conhecer um pouco sobre espiritualidade, uma boa dica é o Programa Transição. Em Belo Horizonte, ele é veiculado aos domingos pela Rede TV, às 15h15. Em outras localidades, é só conferir no site: http://www.programatransicao.tv.br/.

O programa dura cerca de meia hora, e toda semana um tema diferente é abordado. No final, os entrevistados ainda deixam dicas de livros que podem ilustrar ou complementar as informações sobre o assunto tratado.

Esta semana o entrevistado foi Orson Peter Carrara, que abordou o tema “Por que adoecemos?”. De forma simples, ele explicou que muitas doenças têm ligação com a espiritualidade.

Isso porque, como nos ensinam os Mestres da Dedico (Despertar da Divina Consciência), criamos energia com nossos sentimentos, intenções, palavras e ações. Essas energias afetam nosso corpo físico porque à medida que as alimentamos, elas ficam impregnadas em nós. E se elas não são positivas, acabam gerando doenças.

Também existem os casos de doenças cármicas, que são aquelas que temos que enfrentar para aprender algo que precisamos muito para nossa evolução espiritual. E como vivemos na Terra, estamos expostos a mudanças de temperatura, vírus, bactérias e etc...

Mas sabendo que muita coisa a gente pode evitar, vale a pena prestar mais atenção no que anda passando pela nossa mente e coração... e, se necessário, dar uma viradinha no leme do nosso barquinho.

Confira um pensamento de Ghandi, que pode ser muito útil, neste post:
http://belezaaprendiz.blogspot.com/2009/10/sabedoria-de-gandhi.html

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Lições de Dalai-Lama


Todas as manhãs, antes de me levantar, pergunto ao Mestre Dalai-Lama o que ele gostaria de me dizer naquele dia. Abro o livro 'Palavras de Sabedoria' e recebo a resposta. Algumas pessoas podem pensar que é só uma mensagem que está escrita ali e que existe uma probabilidade X de você abrir naquela página, o que também pode ser verdade. O fato é que eu sempre encontro ali algo que condiz com as minhas necessidades do momento.

Às vezes uma mensagem fica se repetindo durante vários dias... como é o caso da transcrita abaixo. Resolvi registrar porque as palavras de Dalai-Lama sempre nos mostram que podemos fazer algo de bom pelo mundo... Podemos ou devemos?!

Estamos todos aqui neste planeta, por assim dizer, como turistas. Nenhum de nós pode morar aqui para sempre. Sendo assim, enquanto estamos aqui, deveríamos procurar ter um bom coração e fazer de nossas vidas algo de positivo e útil. Quer vivamos poucos anos ou um século inteiro, seria lamentável e triste passar este tempo agravando os problemas que afligem as outras pessoas, os animais e o ambiente.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Entre nessa onda...


Quando jogamos uma pedrinha no lago, ela faz com que se formem ondas que reverberam pela água e alcançam grandes distâncias. Com as nossas atitudes acontece o mesmo. Se a gente começa o dia recebendo um sorriso ou qualquer coisa que nos deixa felizes, a pessoa que teve a atitude para conosco jogou a pedrinha, que certamente formará uma onda boa. Quando a gente recebe coisas positivas, acaba reproduzindo esse comportamento durante o dia. Pode ser ficando serena, tratando bem os colegas, trabalhando com disposição, falando de coisas boas, levantando o astral de quem está por perto, fazendo uma delicadeza, etc. Assim, inconscientemente, contribuímos para definir o tipo de onda que vai se formar.

Mas se ao contrário, desequilibramos uma pessoa, ofendendo ou entristecendo-a com uma atitude, formamos uma onda negativa, pois provavelmente ela repassará isso de alguma forma. Pode ser deixando outras pessoas preocupadas, ficando desatenta ou agressiva, não conseguindo realizar tarefas solicitadas e etc. Isso desencadeia uma série de desequilíbrios em pessoas que, inicialmente, nada têm a ver com a ofendida.

Por exemplo, a secretária de uma empresa fica chateada com algo que o marido fez de manhã. Ela chega no trabalho só pensando no que aconteceu. O chefe logo fica nervoso porque vê que ela errou um relatório muito importante. Quando a esposa dele liga, ele a trata mal porque está preocupado com as conseqüências desse erro. A esposa chora, deixando a família triste. E por aí vai... Esse caso é só um exemplo, mas a onda é real e faz parte do nosso dia a dia.

Desta forma, é bom refletirmos sobre o tipo de comportamento que temos e que tipo de onda queremos ajudar a formar, pois podemos estar provocando terremotos no Japão com um grito que damos no Brasil. Mas por outro lado, podemos estar promovendo a paz em nossas vidas e em outros recantos com atitudes de amor, equilíbrio, serenidade e paciência.

Ensinamento do Mestre Fernando em palestra da Dedico – Despertar da Divina Consciência.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Construa hoje o mundo de amanhã


Em que mundo queremos viver? O que estamos fazendo para construir esse mundo? Que tipo de energia lançamos e absorvemos do universo? Seja com palavras, ações, pensamentos ou sentimentos, a cada minuto nós estamos construindo nossa história individual, que está ligada e interfere na história de uma série de indivíduos. Esse emaranhado de vivências individuais, e ao mesmo tempo coletivas, geram energias que constituem a base do mundo em que vivemos.

Muitos já começaram a despertar para o seu papel na construção de um lugar melhor para se viver, cheio de amor, paz, alegria, beleza, luz, solidariedade e muito mais! Se esse movimento descer a ladeira como uma bola de neve, que cresce rapidamente, um dia emergirá um mundo novo, construído por nós.

Quanto tempo demora? Só depende de nós. Mas para isso temos que colocar nossos tijolos todos os dias. Não importa se são grandes ou pequenos. Não importa se é um ou se são mil. O importante é começar e persistir! O mundo agradece e mais cedo ou mais tarde você agradecerá também. Você e os seus filhos, netos, bisnetos... e os meus também!

Simplicidade / delicadeza / carinho / acolhimento / paciência / cuidado / luz / pureza / sorriso / solidariedade / caridade / compaixão / gentileza / simpatia / afeto / amizade / esforço / / pensamento positivo / amor / alegria / flores / cores ... MUNDO MELHOR.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Delícia de mimos

Gentilezas são verdadeiras delícias! É tão bom quanto encontrar um doce que a gente adora na geladeira. Aliás, isso também é uma gentileza de quem o deixou lá... É bom receber porque a gente se sente querido, e quem não gosta de se sentir querido? Eu adoro! E também é bom fazer porque a gente recebe algo igualmente delicioso de volta: um sorriso.

Esse mês recebi duas gentilezas de viagem, que é como eu chamo os mimos que ganhamos de pessoas que retornam de um passeio. Amei cada um deles! Quando os recebi, foi como se escutasse as pessoas dizerem: Você é muito importante pra mim, tanto que me lembrei de você mesmo quando estava longe e me divertindo muito!

Obrigada madrinha! E obrigada à minha amiga querida que acaba de voltar de Salvador! Adorei os mimos que trouxeram para mim! Amo muito!!!

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Beleza das rosas


'Fica sempre

um pouco de perfume

nas mãos que oferecem rosas'...

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Renovando as energias

O mês de novembro já vai embora e logo chega o Natal. Daí pra frente é só piscar os olhos e já começou um novo ano... Janeiro chega com renovação de ânimo, de ares, e de promessas também! Ai, as promessas... Muitas vezes queremos, mas não conseguimos absorver e realizar o novo porque não temos espaço disponível para isso. É como se estivéssemos com o HD lotado. Então, que tal alguns preparativos para começar o ano de 2010 com uma vibração diferente?

Nem tudo que colocamos em nosso HD serve para nós. Quem tem o hábito de juntar objetos sem utilidade, acreditando que um dia pode precisar deles, tem uma atitude antiprosperidade. Podem ser roupas, sapatos, livros, móveis, ou qualquer outra coisa. O mesmo acontece com quem cultiva sentimentos nocivos como mágoas, ressentimentos, raivas e medos.

É preciso criar um espaço, um vazio, para que as coisas novas entrem em nossas vidas. É preciso eliminar o que é inútil para que a prosperidade venha.Quando nos livramos das cargas materiais ou emocionais velhas e inúteis, abrimos espaço para novas oportunidades.

Os bens precisam circular e os sentimentos precisam se transformar! Então, vamos limpar as gavetas, os guarda-roupas, o quartinho lá dos fundos, a garagem, a vida. Depois dessa movimentação, o que não é mais usado pode ser dado, vendido ou trocado.

O importante é não acumular. Circular a energia abre espaço para o novo. A atitude psicológica de guardar um monte de coisas inúteis emperra a vida porque trabalha com a possibilidade da falta, da carência. Uma necessidade que tememos não conseguir suprir. Com essa postura, enviamos mensagens negativas para a vida.

O simples fato de dar para alguém um velho liquidificador, colocando o objeto em circulação, cria um vazio, e dá espaço para que algo melhor ocupe o espaço deixado.

Que tal começarmos já esta faxina? Que venha 2010 e nos encontre cheios de espaço para alegrias, realizações, conquistas e muitas outras coisas maravilhosas!

sábado, 21 de novembro de 2009

O que você acha?

Sempre saio das palestras e cursos da Dedico com muitas coisas interessantes para refletir. Nesta quarta-feira o curso foi sobre as Leis da Atração. Achei um espetáculo! Foi um mix de espiritualidade e física. O lado material não foi o foco principal, mas também foi abordado, afinal de contas vivemos no plano material. O médium que ministrou o curso já foi diretor de um banco, e contou que muitas pessoas ricas doam quantias significativas sem fazer nenhuma publicidade em torno do fato. Em seu twitter, que eu ainda não sei o endereço, ele propôs a seguinte reflexão:

Essas pessoas doam muito porque são ricas, ou são ricas porque doam muito ?

É algo que merece ser pensado!

PS: Quem quiser saber mais sobre a Dedico (Despertar da Divina Consciência), as palestras e os cursos oferecidos, é só clicar no link que está na coluna ‘Vale a pena visitar’...

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Seja você também um Papai Noel

Muita gente já conhece e participa do Projeto de Natal dos Correios. Quem já experimentou sabe como é delicioso esse movimento de ir buscar uma cartinha, ler a história da criança, comprar um presente e ter a sensação de estar contribuindo para colocar mais sorrisos na vida desses pequeninos. Depois da primeira vez, garanto que vira um vício (acho que enfim descobri um vício bom).

Este ano, além de participar, quero convocar a todos para essa distribuição de alegria que acontece através do projeto, mas que depende de nós para se concretizar. A gente pode não ver, mas dá para imaginar a carinha de cada criança que escreve a cartinha e espera por uma roupa nova, uma boneca, um carrinho, e às vezes até por comida para ter um Natal mais feliz! Muitas cartas são realmente comoventes. Ano passado peguei uma na qual um menino, de aproximadamente 10 anos, pedia um pacote de biscoito recheado de chocolate e dizia que a mãe não podia comprar porque tinha muitos filhos e o dinheiro não dava nem para o básico.

Então, quem quiser fazer uma boa ação (em Belo Horizonte) pode procurar a agência dos correios da avenida Paraná, no Centro da cidade, e pegar uma cartinha. É bem simples! Você pode escolher a cartinha que mais lhe agradar ou pegar uma aleatoriamente. Depois é só comprar o presente e entregar em qualquer agência dos Correios. Eles se encarregam da entrega sem custo nenhum. Em outras cidades, é só procurar na lista disponível no site dos Correios.

Estava pensando em fazer algo diferente neste Natal? Tem milhares de cartinhas esperando por você! Espalhe essa idéia!

Na vida, a gente passa por três fases:
- a primeira, quando acreditamos em Papai Noel,
- a segunda, quando deixamos de acreditar e
- a terceira, quando nos tornamos Papai Noel!

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Férias em Natal – os 2 melhores dias

Em Pipa - Fomos para a pousada do curitibano. Pedi uma vaga para mim e a atendente, muito simples, olhou com um sorriso maroto e disse: ‘acho que vocês querem ficar juntos’... Bem, não era o caso. Íamos dividir algumas coisas, tipo a pasta de dente e o desodorante, mas era só.

Depois de um banho fomos resolver a parte prática das coisas: fechar o quarto em Natal e comprar escova de dente. Aí começa a parte boa: rodar as lojinhas de Pipa. Homem não gosta disso. Prometi não alugar muito. Mas pra quem me conhece sabe que é quase impossível eu não querer olhar tudo! Ele disse que tudo bem... Acho que no fim das contas acabei fazendo ele comprar mais do que eu. Tinha tanta coisinha linda!

O mais interessante é que em cada loja que entramos, em algum momento as pessoas falaram que tinham nos adorado. E na maioria a gente não comprou nada. As vendedoras diziam coisas como: ‘Gostei muito de receber vocês! Vocês são muito engraçados! Que casal legal! Você e seu marido são ótimos’! Ops! Você disse marido!? Começaram a nos casar em Pipa. ‘Ele não é meu marido’... Aí elas diziam: ‘Ah, vocês ainda não casaram’. A gente respondia que tinha acabado de se conhecer. Ninguém acreditava. Daí entramos na brincadeira.

Em uma loja onde passamos mais tempo, eu disse que era de Minas e ele de Curitiba. E mesmo sabendo que era amizade ela disse: ‘Que legal! Eu e meu marido também nos conhecemos assim. Dá certo, não se preocupe’. Ok, vocês venceram! Foi curioso passar 2 dias casada sem sequer pegar na mão... rsrsrs.

Praia, compras, jantar, sorvete, fotos, realmente nos divertimos muito no primeiro dia. Manhã seguinte, Praia do Amor. Tentei convencê-lo de que os mineiros são legais, afinal ouvi dizer que curitibanos não gostam de mineiros. Deu certo. Já na praia da Pipa, toda vez que ele saía de perto o garçom perguntava onde estava meu marido. A essa altura eu já estava achando era graça!

Voltamos para Natal e ainda fizemos compras na feirinha, onde por coincidência encontramos o casal do interior do Rio, e onde o comportamento das vendedoras foi igual a Pipa. Até nos pediram para mandar convite do casamento e disseram que tínhamos que passar a lua-de-mel lá. Acho que fizemos muito sucesso como dupla, ou casal... rsrsrs.

Isso me levou a pensar sobre o impacto que a presença de cada pessoa causa nos ambientes. Me propus a fazer um esforço maior para tentar espalhar essa energia que as pessoas que simpatizaram logo conosco sentiram nesses dois dias. Se é amor o que eu quero do mundo, que tal dar amor ao mundo?

Hora de voltar para BH. Despedida, e-mail, foi bom te conhecer, me diverti muito! Fim da história!?

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Férias em Natal - parte II

Parei na parte das férias em que entra na história um simpático rapaz, alto, magro e bem clarinho. Tão clarinho que só podia ser de Curitiba! Logo que nos vimos ele já me pediu em casamento... (brincadeirinha.../rsrsrs.../não teve nada nem parecido com isso!). Mas acho que desde que nos encontramos tivemos uma sintonia. Nos conhecemos no passeio para Pipa. Fomos em uma van com outras 12 pessoas, entre elas, o casal do interior do Rio. Todas eram muito legais! A turma interagiu bem, mas quase todos eram casais, e nós éramos os aventureiros que estavam sozinhos rodando o Rio Grande do Norte. O que já é muita coisa em comum!

Está certo que ele quase estragou tudo quando falou sobre funcionários públicos, mas o incêndio foi apagado a tempo. Depois do passeio de lancha que fizemos para ver os golfinhos e conhecer outras praias, ele contou que ia dormir em Pipa para aproveitar o dia seguinte por lá. Na hora me lembrei que tinha planejado fazer isso desde que cheguei a Natal, mas faltavam dois dias para eu ir embora e eu não tinha feito nada para concretizar meu plano. Tinha até me conformado em passar somente o dia e voltar.

Mas conversa vai, conversa vem, ele levantou a bola. Por que você não fica aqui também? A luzinha ascendeu na hora, mas pensei logo: ‘as portas do meu quarto no hotel estão abertas, não tenho escova nem pasta de dente, shampoo, creme, desodorante, hidratante, etc, e o pior, quase nenhum dinheiro em espécie. Acho que não vai dar’.

Mas com o passar do dia fiquei pensando no que era mais importante naquela hora e no que dava para ser resolvido. Afinal de contas eu tinha amado o lugar e queria fica para conhecer outra praia no dia seguinte. Isso com uma boa companhia ficou ainda mais animador. No final eu concluí: ‘eu tenho um vestidinho, um par de chinelos do Cruzeiro (que vale ouro), um cartão e um amigo. Vai dar tudo certo’!

Nessas horas a gente percebe que não precisa de muita coisa pra viver. Sempre que eu viajo fico pensando quanto tempo posso passar fora de casa somente com aquela mala e sempre concluo que dá para ficar muuuuuuito tempo. E sem sentir falta de nada. Nesse dia vi que às vezes o que realmente precisamos cabe em um espaço menor que o de uma mala. Afinal, tudo que eu tinha estava em uma sacola de praia e assim eu passei o que talvez tenham sido os melhores dias da minha viagem.

A conclusão do diário de Natal fica para um último post...

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Férias em Natal - parte I

Era uma vez um curitibano, um italiano e um casal do interior do Rio. Todos eles decidiram ir para Natal em outubro. Eu também! Não planejamos nos encontrar. Na verdade nem nos conhecíamos (eu acho...). Mas no final das contas, eles são os personagens principais da minha história de férias. Eles e os simpáticos moradores de Natal e Pipa, duas cidades do Rio Grande do Norte que sabem receber e têm prazer em acolher muito bem os turistas.

Quando minha história de férias começou, nem parecia que ia terminar assim. Gosto muito de viajar sozinha, mas definitivamente não era o caso dessa vez. Passei os dois primeiros dias mais fechada, bordando e fazendo planos para mim. Confesso que, apesar de fazer parte da classe dos mineiros alucinados por praia, não estava muito animada. Já no segundo dia eu comecei a pensar que afinal eu estava em Natal e tinha duas opções. O fato é que não estar muito feliz não estava entre elas. O que eu tinha que fazer era aproveitar ou aproveitar muuuuuuuuuuito!

Bastou eu decidir mudar o rumo e seguir a segunda opção que tudo começou a acontecer. Primeiro conheci um simpático italiano em um dia de mar muito agitado, que nos jogava de um lado para o outro. Foi uma ótima companhia e fizemos viagens a BH e à Sicília em nossas conversas. Além de termos curtido um arrasta-pé e até termos ficado atolados nas dunas em um passeio de buggy por Genipabu (maravilhoso, imperdível!!!). Neste mesmo passeio conheci o casal do Rio, que se juntou a nós nesta aventura. Assim formamos um quarteto fantástico!

Indo para a praia de Pipa com esse mesmo casal, conhecemos uma turma grande e passamos um dia delicioso passeando de lancha, vendo golfinhos e tirando muitas fotos. Foi quando entrou na história o curitibano. E o que era um simples passeio virou quase uma aventura... Mas essa parte eu vou contar no próximo post. Quase voltei casada de lá...

Nada como sair da rota emocional errada! Quando resolvemos ser felizes e nos abrimos para tudo de bom que o mundo tem a nos oferecer o universo conspira a favor! Pura e simples Lei da Atração...

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Caras em Foco

Se voltarmos nossa atenção para o positivo podemos encontrar coisas boas em todos os lugares. Faça um teste!

Essa é uma publicação da revista Caras. Está sempre em uma das primeiras páginas e traz mensagens e imagens muito legais!

Às vezes tudo que precisamos é mudar o Foco...


quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Lei do caminhão de lixo

"Um dia destes peguei um taxi para casa. Estávamos rodando na faixa certa quando de repente um carro preto saltou do estacionamento em que estava bem na nossa frente.

O motorista do taxi pisou no freio, deslizou e escapou do outro carro por um triz!

O motorista do outro carro, muito agitado, ainda começou a gritar e a fazer gestos obscenos para nós. O motorista do taxi apenas sorriu e acenou para o outro. E o fez bastante amigavelmente.

Eu perguntei: 'Por que você fez isto? Este cara quase arruína o seu taxi e nos manda para o hospital!'

Foi quando o motorista do taxi me descreveu 'A Lei do Caminhão de Lixo'.

Muitas pessoas - disse ele - são como caminhões de lixo. Andam por aí carregadas de lixo, cheias de frustrações, de raiva, e de desapontamentos. À medida que suas pilhas de lixo crescem, elas precisam de um lugar para descarregar, e muitas vezes descarregam sobre a gente. Não tome isso pessoalmente.

Apenas sorria, acene, deseje-lhes o bem, e vá em frente. Não pegue o lixo delas e espalhe sobre outras pessoas no trabalho, em casa, ou nas ruas.

As pessoas bem sucedidas não deixam os caminhões de lixo estragarem o seu dia. A vida é muito curta, então... Ame as pessoas que te tratam bem. Ore pelas que não o fazem.

A vida é dez por cento o que você faz dela e noventa por cento a maneira como você a recebe!"

domingo, 1 de novembro de 2009

Além do horizonte


Tenho pensado muito sobre gratidão. Normalmente agradeço a Deus pelas coisas boas que me acontecem, pelas pessoas que me cercam, os amigos, o trabalho, o lar, o alimento, as oportunidades de crescimento, os direcionamentos que recebo na DeDiCo (Despertar da Divina Consciência), a proteção e orientação das entidades de luz... agradeço porque tenho pernas para caminhar e olhos para ver tantas belezas e outras coisas do tipo. Mas no mês passado, após as palavras de um médium da DeDiCo, por quem tenho muita admiração e respeito, percebi que meu olhar ainda precisa ir além.

Nada como expandir a consciência...

O que ele disse parece tão simples, no entanto é algo que para mim parecia encoberto atrás da imensidão das ilusões do mundo. Quando ele puxou o véu percebi que ele estava certo e que temos realmente muito mais do que imaginamos para agradecer.

Quantas coisas, lembrou ele, temos à nossa disposição no mundo sem termos feito o menor esforço para que elas existam!?

Comecei a minha lista...

- o sol que nos brinda quase todas as manhãs nos aquecendo e clareando nossos dias e que se põe a cada dia oferecendo um espetáculo gratuito,

- as montanhas e os rios, que juntos ou separados formam lindíssimas paisagens como as cachoeiras onde encontramos tanta diversão,

- o imenso mar azul, verde ou seja lá que cor ele apresente, que nos deixa absorvidos em suas belezas e mistérios durante longas horas...

Esse foi só o início. Não vou me alongar porque a intenção era só o despertar. Cada um pode fazer a sua lista e refletir sobre o assunto! Aposto que vai precisar de muito papel! E se quiser dividir eu vou adorar saber o que cada um pensou...

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Ele está sempre conosco

Cheguei de viagem ontem doida para escrever no blog porque resolvi passar meus dias de férias longe dos computadores. Hoje recebi a contribuição de uma grande amiga que mora ao lado da minha casa. Ela me deu um papel com uma pequena história e disse que tinha achado linda. Tem tudo a ver com o blog! Resolvi postar logo porque é algo que vale a pena compartilhar...

Oi Jesus, eu sou o Zé...
(autor desconhecido)

Cada dia, ao meio-dia, um pobre velho entrava na igreja e poucos minutos depois, saía. Um dia, o sacristão lhe perguntou o que fazia (pois havia objetos de valor na igreja).

- "Venho rezar", respondeu o velho.

Mas é estranho disse o sacristão, que você consiga rezar tão depressa. Bem, respondeu o velho, eu não sei recitar aquelas orações compridas. Mas, todo dia ao meio-dia, eu entro na igreja e só falo:

- "Oi Jesus, sou eu, o Zé, vim te visitar".

Num minuto, já estou de saída. É só uma oraçãozinha, mas tenho certeza que Ele me ouve. Alguns dias depois, o Zé sofreu um acidente e foi internado num hospital e, na enfermaria, passou a exercer uma influência sobretodos. Os doentes mais tristes se tornaram alegres, muitas risadas passaram a ser ouvidas.

Zé, disse-lhe um dia a enfermeira, os outros doentes falam que foi você quem mudou tudo aqui na enfermaria, eles dizem que você está sempre tão alegre... É verdade, enfermeira, estou sempre alegre. É por causa da visita que recebo todo dia, que me traz muita felicidade. A enfermeira ficou atônita, já notara que a cadeira encostada na cama do Zé estava sempre vazia, e ele era um velho solitário...

- "Quem o visita? A que horas?", perguntou a enfermeira.

Todos os dias, respondeu o Zé, com um brilho nos olhos. Todos os dias, ao meio-dia, Ele vem ficar ao pé da cama. Quando olho para Ele, Ele sorri e diz:

- "Oi Zé, sou eu, Jesus, vim te visitar".

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Divina alegria


Estou de férias em Natal (Rio Grande do Norte). Todos os dias saio de manhã e passo o dia todo curtindo praias maravilhosas! Hoje, enquanto estava sentada tomando sol, algumas crianças atraíram minha atenção. Uma se divertia com um copinho brincando na areia sozinha. Outras corriam perto do mar e pisavam com força na água rindo com prazer quando ela subia. Um menino bem pequeno jogava bola e o outro brincava com uma prancha. Posso apostar que no final do dia todas essas crianças vão sentir que tiveram um dia maravilhoso!

Fiquei pensando: A gente nasce sabendo exatamente como ser feliz, em que ponto será que a gente desaprende? Ainda bem que sempre é tempo de corrigir a rota! Passei um dia maravilhoso na Praia de Ponta Negra em frente a um lindo mar! Isso é muito feliz!!!

domingo, 18 de outubro de 2009

Bom mesmo é...

... Fruto do mato
Cheiro de jardim
Namoro no portão
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sábado com seu amor
Filme do Carlitos
Crônica de Rubem Braga
Viver sem inimigos
Filme antigo na TV
Ter uma pessoa especial
E que ela goste de você
Música de Tom com letra de Chico
Frango caipira em pensão do interior
Ouvir uma palavra amável
Ter uma surpresa agradável
Ver a Banda passar
Noite de lua cheia
Rever uma velha amizade
Ter fé em Deus
Rir como criança
Ouvir canto de passarinho
Sarar de resfriado
Escrever um poema de Amor
Que nunca será rasgado
Formar um par ideal
Tomar banho de cachoeira
Pegar um bronzeado legal
Aprender uma nova canção
Esperar alguém na estação
Queijo com goiabada
Pôr-do-Sol na roça
Uma festa, um violão, uma seresta
Recordar um amor antigo
Ter um ombro sempre amigo
Bater palmas de alegria
Uma tarde amena
Calçar um velho chinelo
Sentar numa velha poltrona
Tocar violão para alguém
Ouvir a chuva no telhado
Bolero de Ravel
E muito carinho...

Adaptado de Carlos Drummond de Andrade

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

As prioridades nossas de cada dia


Se um dia você pudesse ter todos os bens materiais à sua disposição, mas todas as pessoas desaparecessem e você ficasse completamente sozinho, valeria a pena ter tanta riqueza?

Acabei de ouvir isso em uma palestra da DeDiCo (Despertar da Divina Consciência) e achei uma reflexão bem pertinente para o mundo de hoje. Uma grande oportunidade de rever as prioridades nossas de cada dia.

Parei para pensar sobre as coisas às quais tenho dedicado mais tempo: às conquistas materiais ou às pessoas? E você, a que tem se dedicado? O que acha que realmente tem mais valor?

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Nossa Senhora


Ontem foi Dia das Crianças, comemorado com muitas cores e alegria! Também foi Dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil. Um dia muito iluminado!

Recebi logo de manhã uma linda oração de um grande amigo que eu amo muito. Como passei quase todo o dia trabalhando só vi à noite, mas nunca é tarde pra dividir bênçãos, não é?

Nossa Senhora,
aparecida nas águas de um rio,
lavai nossas dores.

Nossa Senhora,
de pele escura e alma humilde,
confortai nosso espírito.

Nossa Senhora,
rainha dos pescadores,
protegei nosso trabalho.

Nossa Senhora,
doce mãe bondosa,
cuidai de seus filhos.

Nossa Senhora,
deslumbrante estrela da manhã,
iluminai nossa vida e nos abençoai para todo o sempre.

Que assim seja...

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Sabedoria de Gandhi


Cada pessoa abriga em si toda a luz que precisa para iluminar o próprio caminho. O fato é que às vezes nossas luzes ficam um pouco apagadas por causa dos nossos comportamentos. Acho que as palavras de Gandhi transcritas abaixo são um bom exercício para começar a acender muitas luzinhas em nossas vidas...

“Mantenha seus pensamentos positivos
porque seus pensamentos tornam-se suas palavras
Mantenha suas palavras positivas
porque suas palavras tornam-se suas atitudes
Mantenha suas atitudes positivas
porque suas atitudes tornam-se seus hábitos
Mantenha seus hábitos positivos
porque seus hábitos tornam-se seus valores
Mantenha seus valores positivos
porque seus valores… tornam-se seu destino”.

Resolvi fazer o teste e começar pelos pensamentos positivos para depois ir ampliando o foco... Pensar nas coisas boas que aconteceram no dia, no ano, na vida e também em quantas coisas boas ainda vão acontecer mantém a mente ocupada com imagens positivas. E se nem tudo na vida tem a beleza de uma flor, pensar que os obstáculos são oportunidades de crescimento também ajuda. E isso realmente começa a se refletir nas palavras, nas atitudes... enfim, na forma como reagimos diante da vida. A estrada que vamos seguir só depende de nós...

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Bilhete Amigo


Toda semana ele escreve com carinho um bilhete em um pedaço de papel, que parece ter sido destacado ao acaso de um caderno qualquer, digitaliza e manda por e-mail para os amigos. Atualmente está no número 15. Não é um spam, mas um gesto de dividir, ou seria multiplicar? Com essa gentileza ele nos dá um pouco de si. É muito bom abrir o e-mail e encontrar lá o título “da série BILHETES” em negrito. Tudo que preciso fazer é dar uma ‘clicadinha’ sobre ele para desfrutar daquelas palavras cuidadosamente selecionadas... Ele sempre surpreende, inova e encontra coisas lindas para enviar. Lindas como tudo o que ele faz! E olhe que ele não economiza nas gentilezas... É muito feliz conhecer alguém assim...

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Brincadeira na neve

video

Ser criança é uma delícia!
Mas gostoso mesmo é ser o que a gente quiser ser...
É ter alegria de viver...
O importante é simplesmente ser feliz!

Alçando voo

"Sem
a oposição
do vento,
a pipa
não
consegue
subir"

Provérbio Chinês

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Café com Bolinhas


Todos se reuniram em torno das bolinhas pretas em uma manhã fria de agosto. No início eram muitas que ocupavam um recipiente branco sobre a mesa. Mas logo cada um foi chegando e levando consigo algumas delas. Alguns levaram muitas, outros levaram menos... Foi curioso ver como cada um utilizou um método próprio para apreciá-las. Algumas foram lavadas, outras não. Em um piscar de olhos elas haviam sumido...Todos adoraram!

Muitas conversas surgiram enquanto estávamos reunidos em torno das pequenas bolas pretas. Algumas vezes elas eram o assunto, outras não. Foram muitas risadas... Uma manhã diferente, agradável... de muitas jabuticabas doces no café da manhã. Gentileza de um colega de trabalho que adoçou nosso dia...

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Entre e fique à vontade...

A primavera chegou trazendo leveza e renovação. Até meu blog ganhou flores, borboletas, joaninhas e muitas cores. Belas e divertidas formas que aparecem pelo caminho e, ao meu ver, tornam os dias e os blogs mais bonitos. Quase dá para sentir o perfume pela tela... rsrsrs...

Embora já estivesse trabalhando nesse projeto (quase solitariamente) há algum tempo, faltava um toque final. Eis que o clima primaveril fechou o layout e criou uma identidade para o espaço. Foi crescendo devagarinho a vontade de dividir...

Então apresento hoje a vocês, desejando que todos gostem, participem, vivenciem e espalhem "A beleza de ser um eterno aprendiz". Agradeço enormemente aos meus amigos Thundercats que ajudaram a construir um blog com a minha cara, a todos que me inspiraram e aos que me deram força para concretizar a idéia. Espero que gostem e conto com a ajuda de todos nesta produção... Temos muitas páginas em branco para preencher!!!
Fiquem à vontade. A casa é de vocês...

domingo, 30 de agosto de 2009

Simples assim...


quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Tive uma idéia!

Eu nunca quis ter um blog. Sempre achei uma ferramenta interessante, mas não tinha idéia do que eu poderia fazer com ela. Esse ano, muitas coisas aconteceram na minha vida e me fizeram mudar de idéia.

Algumas transformações profundas me fizeram estar atenta para pequenas coisas. Percebi que deixamos passar e não aproveitamos belos momentos que nos são proporcionados. Vi que, muitas vezes, não estamos abertos para vivenciar pequenas alegrias, gentilezas ou demonstrações de afeto. Não fazemos isso por maldade, e provavelmente nem é de forma consciente. Mas quando despertamos e passamos a prestar mais atenção no presente, em cada momento, é que vemos o quanto deixamos de ser felizes por estarmos desatentos, por focarmos em problemas particulares ou coletivos, por estarmos sempre perdidos no futuro ou no passado.

Às vezes também escolhemos não fazer pequenas gentilezas, como deixar um bilhetinho para um colega, oferecer um bombom ou dizer que ele é especial porque pensamos que é pequeno demais ou podemos ser mal intepretados. Esperamos datas especiais para demonstrar o grande sentimento que temos pelas pessoas, para ser mais gentis do que de costume, mas esquecemos que a vida é cada momento e que devemos aproveitá-los da maneira mais especial porque não sabemos até quando os teremos.

A idéia de fazer o blog surgiu de dois acontecimentos específicos. Primeiro a minha segunda mãe, que é como chamo minha orientadora espiritual, me perguntou se eu achava que tinha vindo à Terra simplesmente para ser jornalista, trabalhar e correr atrás de bens materiais. Aquilo me causou um grande impacto. Era como se todas as minhas certezas descessem pelo ralo. Depois de muita reflexão, cheguei à conclusão de que eu queria encontrar uma forma de usar melhor as palavras. Que eu devia aproveitar a escrita para disseminar algo melhor que as notícias que eu escrevo habitualmente. Mas ainda não tinha me ocorrido a idéia do que seria.

Depois, em junho deste ano, viajei de férias, sozinha, para uma linda praia. Queria passar uns dias comigo mesma porque estou em uma fase de busca do auto-conhecimento. Estava com muita vontade de prestar atenção na forma como eu vejo e me posiciono no mundo. Conheci muitas pessoas nesta viagem, principalmente as que trabalham na pousada onde fiquei hospedada e me encantei com todas elas e suas particularidades. Passei pouco tempo sozinha no final das contas, e foi fantástico perceber as pequenas e grandes gentilezas de cada um que se esforçou para que eu não me sentisse sozinha, embora isso não fosse um problema para mim.

Mas uma pessoa em particular me fez entender o que eu queria fazer com as palavras, o que eu queria contar ao mundo. A Cris é uma camareira da Pousada Capitão Thomaz, em Jericoacoara, Ceará. Ela limpava meu quarto todos os dias com o melhor humor e cheia de carinho. Sempre que eu chegava no quarto tinha flores na cama, no vaso e etc... Ela não sabia, mas eu amo flores! A gente sempre conversava entre uma limpeza e outra e eu adorava os momentos que a gente passava juntas, mesmo que pequenos.

Um dia antes da minha partida, eu cheguei no quarto e encontrei um bilhete na minha cama cheio de belas palavras, escritas com o coração, que traduziam o quanto nossa breve experiência tinha sido importante. Junto dele, havia também uma tiara de cabelo branca feita pela Cris. Nem sei explicar o que eu senti na hora, tamanha a surpresa. Fiquei muito feliz! Chorei... e depois de pensar bem, entendi que era isso que eu queria contar para o mundo. O quanto pequenos gestos, como o da Cris, podem ser de enorme importância para quem os recebe. Ela, que é uma pessoa simples, acorda cedo para trabalhar, tem dois filhos pequenos (no dia o bebê estava doente), chegou em casa à noite e encontrou tempo para pegar a agulha e a linha e tecer uma tiara para presentear uma hóspede que ela conhecia há apenas uma semana...

Assim nasceu esse blog, da vontade de usar as palavras e as cores para compartilhar uma forma de ver o mundo com as lentes do amor. Eu estou aprendendo e quero dividir com todos a beleza de ser um eterno aprendiz, pois saber praticar, perceber e apreciar esses pequenos grandes gestos pode tornar o mundo melhor e a vida muito mais agradável!

Aquarela


Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo...
Um minuto e ele escorre pelo papel

Talvez amanhã eu desenhe um outro
Os lápis mudam de cor

Guardei esse amarelo
Nenhum outro será igual

(Pôr-do-sol em Jericoacoara (CE) – junho 2009)

Boa notícia...


“Todo mundo tem dentro de si
fragmentos de boas notícias,
a boa notícia é que você não sabe
quão extraordinário pode ser,
o que pode executar,
qual é o seu potencial,
O QUANTO VOCÊ PODE AMAR!”

Anne Frank