quarta-feira, 12 de maio de 2010

Consertando o mundo


Uma vez escutei uma historinha em uma palestra e fiquei encantada com a simplicidade e verdade contidas nela. Quando contou a história, a senhora disse que iria somente relembrar, porque todos a conheciam. Bem, eu não conhecia, e percebi, ao escutá-la uma segunda vez na semana passada, que muitas outras pessoas também não. Então resolvi compartilhar aqui.

Ela começa com um pai que chega em casa após um dia de trabalho, mas ainda cheio de tarefas para concluir. Quando entra na sala já encontra o filho pequeno esperando por ele para brincar um pouquinho. Diante daquela situação, o pai, que sente a necessidade de atenção do filho, resolve não desapontá-lo, e cria uma forma de mantê-lo entretido enquanto termina seus afazeres. Ele pega um jornal, cuja capa tem uma imagem do mundo, e recorta, de modo que ele se torna um quebra-cabeça. Depois entrega à criança e pede que ela monte (ou conserte) o mundo, esperando que o filho demore um pouco para concluir a tarefa.

Pouco tempo depois o garoto chega com o mundo ‘consertado’. O pai, surpreso, pergunta a ele como conseguiu fazer isso tão rápido. E o menino responde que atrás da figura do mundo tinha a figura do homem. Então ele resolveu ‘consertar’ primeiro o homem. Com o homem ‘consertado’, estava ‘consertado’ também o mundo.

2 comentários:

Ana do ***Calcinha Fru-Fru*** disse...

Que lindo texto Jordana! Adorei! Fiquei arrepiada. E olha, as crianças com certeza têm a sensiblidade bem maior que nós adultos! Sem dúvida!

Beijokas
Ana
www.calcinhafrufru.com.br

Jordana Flávia disse...

Obrigada Ana! Essa história é mesmo de arrepiar. E pior é que parece tão simples, não é? O que precisamos é conseguir ver as coisas assim!
Flores e cores pra você